Retenção baseada em NeuroCiência
retention.png

KEY EXECUTIVE RETENTION PROFILE - KERP

KERP é uma ferramenta para a retenção baseada em princípios de neurociência que ajuda a avaliar o risco de perda de um executivo e a definir iniciativas de retenção em função do perfil individual que é traçado para cada executivo, maximizando sua efetividade e otimizando a relação benefício/custo.

A experiência mostra que programas genéricos de retenção tendem a ter um custo alto em relação aos resultados que trazem porque, por um lado, não atendem a parte das necessidades de alguns executivos e, por outro lado, oferecem benefícios que não são muito relevantes para outros.
A retenção através de bônus monetários é cara e pouco eficaz. Quando uma empresa realmente quer um executivo, cobre o bônus e consegue atraí-lo. A retenção por meio de fatores não monetários é mais difícil de compensar-se e tende a ser menos onerosa para a empresa.

Adicionalmente as pesquisas mostram que frequentemente os talentos deixam a empresa, não só “puxados” por ofertas atraentes do mercado (fatores PULL), mas também, ironicamente, “empurrados” por atitudes da empresa que os desagradam (fatores PUSH) e que poderiam ser facilmente evitadas ou mitigadas. Bônus monetários atuam no campo dos fatores PULL, mas não fazem nada no que tange aos fatores PUSH.
KERP mapeia a atratividade (quão atraente para o mercado) e a ‘atraibilidade’ (quão fácil seria atrair) o profissional para o mercado, identificando os fatores PULL e PUSH.
Aplicado a um grupo de executivos KERP adicionalmente fornece uma visão comparativa dos componentes do grupo em termos de seu valor presente e valor futuro para a empresa, e de sua atratividade e ‘atraibilidade’, permitindo obter-se uma visão geral do risco relativo de perder-se esses executivos comparado com o interesse em não perdê-los. Isso e ajudando na definição de ações de retenção mais eficazes e eficientes.
Para saber mais clique em CONTATO e nos escreva